Vendas de caminhões aumentam graças ao agronegócio

Vendas de caminhões aumentam graças ao agronegócio
Vendas de caminhões aumentam graças ao agronegócio

O agronegócio é um dos maiores motores da economia brasileira e agora mais um setor recebe seus benefícios diretos.

Por causa do agronegócio, a venda de caminhões registrou um aumento de 41,42% de janeiro a agosto deste ano em relação ao mesmo período do ano passado.

Os dados são da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), que destaca ainda que o volume registrou um salto de 46.072 para 65.157 caminhões. 

A força do agronegócio brasileiro

Além do setor automobilístico, o agronegócio brasileiro colabora com a economia em várias outras áreas, responsável também por uma boa parte da geração de empregos.

Prova dessa força, é que o Brasil é um dos 5 países que mais produz alimentos no mundo. Apenas em 2017 foi registrada uma safra recorde de 242 milhões de toneladas e um aumento de 30,3%, se comparado com o ano anterior.

O crescimento do agronegócio é altamente significativo porque há dez anos, a safra de grãos no Brasil alcançava pouco menos de 145 milhões de toneladas. Isso significa que o setor cresceu quase 70%.

Líder na exportação

Outro ponto importante a ser observado é que 40,84% de tudo o que é exportado para outros países são originados no agronegócio.

Em 2017 isso representou US$ 88,93 bilhões, ou seja, de R$ 350 bilhões, dos US$ 217,74 bilhões registrados pela balança comercial do país.

Mais de 10% do território brasileiro é utilizado para o cultivo, incluindo abundância de água e solo propício ao plantio, além de boa luminosidade natural.

Apesar do ambiente se mostrar favorável ao agronegócio, o setor também enfrenta desafios climáticos como chuvas e estiagem, além de pragas e doenças nas lavouras.

Ainda existe o desafio das longas distâncias de distribuição da produção que são um entrave logístico.

Por outro lado, a diversificação é um dos pontos mais positivos do agronegócio brasileiro que apresenta um número bastante expressivo de produtos, como algodão, cacau, madeira, borracha, carnes e ovos, frutas, flores, hortaliças, açúcar, café e soja.