fbpx

Série: Cavalos e suas origens – Campeiro

Série: Cavalos e suas origens – Campeiro
Série: Cavalos e suas origens – Campeiro

O cavalo Campeiro tem sua origem remontada a expedição do espanhol Alvar Nuñes (“Cabeça de Vaca”), que em março de 1541 seguiu por terra, a partir do litoral de Santa Catarina até Assunção, Paraguai. Porém, é muito provável que houve, também, extravios de animais por outras expedições espanholas com a mesma rota, pois Florianópolis era a primeira ilha avançada dos espanhóis no sul.

As primeiras notícias do cavalo em Santa Catarina veio através de Francisco de Souza e Farias, que percebeu uma concentração desses cavalos nas matas da serra de Araranguá/SCAlguns anos depois Cristovão Pereira de Abreu, também percebeu esses cavalos passando pelo mesmo local, anexando vários desses cavalos a sua tropa. Depois de quase 200 anos esses cavalos começaram povoar a região sul do Brasil, nas regiões pinheirais do Brasil.

E foi assim que receberam a denominação de “Marchador das Araucárias”, a raça teve sua procriação natural, ou seja os cavalos tiveram procriação livre, formando ao longo dos anos suas próprias características. Com o tempo, fazendeiros da região foram adquirindo esses cavalos “extraviados”. Ao longo dos anos esses cavalos foram conquistando seus criadores e foram se tornando parte de suas famílias, sendo passados de pai para filho.

Em 1976 surgiu a Associação Brasileira dos Criadores de Cavalo Campeiro (ABRACCC). Com o apoio da Secretaria da Agricultura do Estado de Santa Catarina, a raça foi oficialzada pelo Ministério da Agricultura em 1985, após detalhada vistoria, quando foi credenciado seu Livro de Registro “Herd Book” e se instituiu um Serviço de Registro Genealógico Oficial da Raça.

A raça tem porte pequeno, medindo de 1,40 a 1,52 m, fronte retilínea e subconvexa. O chanfro, de retilíneo a subcôncavo. Orelhas medianas e ativas. Olhos vivos. pescoço delicado, mais comprido do que a cabeça, com implantação ao tronco bem definida, o que proporciona facilidade e leveza nos giros. Garupa ampla, suavemente inclinada, permitindo fácil arranque e sair imediatamente do alto para galope.

Pela característica de seu andamento, é indicado para passeio e lazer em longos percursos. É próprio para as lidas do campo, apresenta bom desempenho em esportes rurais, principalmente em disputas de laço. Chama a atenção por sua inteligência, docilidade e destreza.

Fonte: Multicavalos