Sebo bovino subiu 17,1% no segundo semestre

Sebo bovino subiu 17,1% no segundo semestre.
Sebo bovino subiu 17,1% no segundo semestre.

Segundo dados divulgados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a produção de biodiesel aumentou em agosto em relação ao mês anterior (último dado disponível pela ANP).

Além disso, a utilização de sebo para a produção do biodiesel também cresceu. 

A maior demanda pelo produto (para a produção de biodiesel) tem colaborado com os preços em alta no mercado de sebo. 

No Brasil Central, segundo levantamento, o produto está cotado, em média, em R$2,40/kg, livre de imposto. Alta de 17,1% desde o início do segundo semestre. 

No Rio Grande do Sul, o cenário é semelhante. No estado, o sebo está cotado em R$2,55/kg. 

Para o curto prazo a tendência é de que a boa demanda mantenha o mercado com as cotações sustentadas. 

Fonte: Scot Consultoria