fbpx

Sauditas aumentam em 22% as compras de carne frango do Brasil em outubro

Sauditas aumentam em 22% as compras de carne frango do Brasil em outubro
Sauditas aumentam em 22% as compras de carne frango do Brasil em outubro

A Arábia Saudita foi destaque nas importações de carne de frango do Brasil no mês de outubro. Foram 44,9 mil toneladas embarcadas no período, volume 22% maior do que o exportado aos sauditas no mesmo mês de 2019. Os dados foram divulgados pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) nesta quarta-feira (11/11).

No total, foram exportadas 319,7 mil toneladas em carne de frango pelo Brasil no mês passado, uma queda de 9,4% frente ao mesmo período de 2019. O resultado em dólares dos embarques de outubro alcançou US$ 446,8 milhões, número 21,2% menor do que no mesmo período do ano anterior.

“Apesar dos impactos sentidos pela falta do México e Filipinas nas vendas deste mês em relação à outubro de 2019, as exportações internacionais seguem, de forma geral, em patamares equivalentes ao verificado em 2019. A retomada gradativa dos embarques para a Arábia Saudita e o incremento dos volumes enviados para a Europa indicam maior capilaridade nos embarques do setor”, disse em nota Ricardo Santin, presidente da ABPA.

As Filipinas mantinham embargo à carne de frango do Brasil até setembro e ainda não voltaram a comprar depois do bloqueio ter sido levantado. A medida foi tomada depois que a China alegou ter encontrado traços de coronavírus em carregamento brasileiro de frango congelado. Já o México impõe cotas de importação do produto, que se encerraram. O Brasil negocia com o país nova cotas.

O levantamento da entidade apontou que, nos 10 primeiros meses deste ano, as exportações brasileiras de carne de frango mantiveram alta, se comparadas ao mesmo período de 2019. Ao todo, foram embarcadas 3,498 milhões de toneladas entre janeiro e outubro deste ano, contra 3,490 milhões de toneladas no ano passado. Já com relação à receita, as vendas do setor totalizaram US$ 5,066 bilhões, com queda de 13% frente aos dez primeiros meses de 2019, com US$ 5,820 bilhões.

China continuou como principal destino da carne de frango brasileira em 2020. Ao todo, o país importou 564 mil toneladas entre janeiro e outubro, 24% mais do que o que foi comprado pelos chineses no mesmo período de 2019. Outros destaques da Ásia são Coreia do Sul, que aumentou as compras em 7%, e Singapura, com aumento de 32%.

O Paraná segue como maior exportador, seguido de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, e Goiás.

Fonte: Portal DBO