Produto agrícola brasileiro precisa ser promovido com mais agressividade na China, afirma Produto agrícola

exportação de insumos a longa distancia 768x432 - Produto agrícola brasileiro precisa ser promovido com mais agressividade na China, afirma Produto agrícola

O Brasil precisa ser mais agressivo na promoção de seus produtos agrícolas na China. Essa é a opinião do presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-China, Charles Tang, que falou sobre o assunto na última quarta-feira (29), durante um evento em São Paulo, frisando que somente assim conseguirá atrair o mercado chinês com o objetivo de aumentar as exportações para aquele país.

De acordo com Tang, seu conselho tem como objetivo estimular a venda de commodities e negociar produtos de maior valor agregado. Ele destacou que a guerra comercial travada entre Estados Unidos e China não teve como motivador o presidente Donald Trump e nem acabará com o fim de seu governo. Para o executivo, essa guerra é uma disputa pela hegemonia mundial, que tem como fundo a briga pela dominância tecnológica entre os dois países.

O presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-China também afirmou que em algum momento haverá um acordo entre Estados Unidos e China, porém a confiança nas relações entre as duas nações não será como antes. “Já com o Brasil, a relação com a China é duradoura. Somos países complementares”, disse Charles Tang.

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *