fbpx

Produção leite de búfalas – Manejo para obter leite melhor e por mais tempo

Produção leite de búfalas – Manejo para obter leite melhor e por mais tempo
Produção leite de búfalas – Manejo para obter leite melhor e por mais tempo

O período conhecido de grande safra, iniciado em meados de março, encontra seu ponto alto entre abril e junho. A partir de julho começa a diminuir e vai baixando ainda mais até chegar em outubro. Em novembro, dezembro e janeiro a produção chega à entressafra e pode mostrar uma diminuição de até 100% em alguns laticínios.

Durante a entressafra, muitos produtores, com carência significativa de leite de búfalas, misturam leite de vaca à fabricação, o que resulta em um queijo de má qualidade, que nada tem a ver com a verdadeira mozzarella de búfala italiana, que obedece a rigorosos critérios, cujo principal é a não adição de leite de vaca. Quem perde é o consumidor, que muitas vezes não é informado nas embalagens sobre a composição do produto e compra gato por lebre.

A Associação Brasileira de Criadores de Búfalos dá dicas para os criadores que querem ter um leite de melhor qualidade e estender um pouco mais a produção de leite durante a safra. São medidas que unidas favorecem a uma produção mais longa. Além disso, a ABCB indica ao consumidor os laticínios que possuem o Selo de Pureza 100% búfalo porque garantem a qualidade, sem adicionar leite de vaca, durante todo o ano.

Cuidar da alimentação dos animais ordenhados é o primeiro passo para obter um leite rico por mais tempo. Os capins recomendados para as búfalas são o brizanta, o mombaça, tifton e napie elefante. Essas qualidades de capim são as mais utilizadas entre os criadores profissionais. Cláudio Varela, do laticínio La Vera, um dos membros da comissão do Selo de Pureza 100% búfalo, criado para combater as adulterações na mozzarella, explica que em seu laticínio utiliza também resíduos de cevada, concentrado de milho, farelo de algodão e soja com cana picada. “Cada fazenda, com o tempo, pode identificar qual a melhor receita de concentrado, mas essa que utilizo certamente ajuda a produzir uma mozzarella rica em nutrientes e com alto teor de sólidos”, acrescenta Varela.

Para a Associação, um bom manejo de animais precisa levar em conta higiene para evitar contaminação e desperdícios e somar esse trato à alimentação adequada, pois assim se consegue um leite com maiores teores de proteína e gordura, ocasionando um melhor rendimento na produção das mozzarellas.

Quanto à ordenha, a ABCB recomenda que seja feita duas vezes ao dia, por 10 meses, em cada animal. Levar o bezerro junto à mãe durante o processo ajuda, embora a melhor opção custo-benefício seja fazer a ordenha sem o bezerro, o que por sua vez já exigiria um treinamento dos animais. Maria Cecília de Almeida Prado, coordenadora do Selo de Pureza 100% búfalo e proprietária do laticínio Almeida Prado, achou uma receita infalível para acalmar os animais e conseguir fazer a ordenha com as búfalas tranqüilas. Duas vezes por dia, com os bezerros à vista das mães, toca-se música clássica em pequenas caixas de som para os animais enquanto a ordenha prossegue. “As búfalas parecem ficar mais calmas, isso facilita o trato com os animais e certamente resulta em uma maior produção de leite”, explica.

Outra importante dica da ABCB é quanto ao estoque. Ter um planejamento de estoque de leite e queijo é o ideal para enfrentar a entressafra sem ter queda do rendimento do laticínio. Investir no melhoramento genético do rebanho, por fim, é a orientação mais importante quantitativamente. Uma búfala normal produz 2 a 4 kg de leite diário, já um animal com melhoramento genético chega de 21 a 25 kg no auge. “O importante é o melhoramento genético aliado ao manejo correto, tendo a consciência de que melhorar a capacidade produtiva é essencial para termos mozzarellas verdadeiramente puras, como as italianas”, afirma Maria Cecília.

A ABCB possui um programa de orientação para que laticínios obtenham o Selo de Pureza 100% búfala e que para que possam utilizá-los em suas embalagens. Os produtores interessados podem entrar em contato com a instituição através do site www.bufalo.com.br e acessar o novo link do Selo de Pureza. Para saber onde sempre encontrar mozzarellas frescas e com o selo de pureza 100% búfalo, basta entrar no site e conferir a lista de laticínios do Selo de Pureza.

Fonte: Associação Brasileira de Criadores de Búfalos – ABCB

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *