fbpx

Pragas – Você sabe quais são as principais pragas agrícolas em lavouras brasileiras?

Principais pragas agrícolas na lavoura brasileira
Principais pragas agrícolas na lavoura brasileira

Os insetos, muitas vezes, podem atuar como importantes pragas agrícolas, causando uma série de problemas nas lavouras comerciais. Atualmente, a agricultura brasileira sofre com o ataque de diversos insetos-pragas.

Entretanto, estas pragas variam em distribuição dentro do território brasileiro. Sendo as principais, relacionadas as grandes culturas, como soja, milho, algodão, citros etc.

Desta forma, nós elaboramos uma lista contendo as principais pragas agrícolas para as lavouras brasileiras. Levando em consideração atributos como frequência, agressividade e danos as culturas.

Anthonomus grandis ou bicudo do algodoeiro: corresponde a principal ameaça a cultura do algodão no Brasil. Esta praga tem potencial para destruir botões florais e capulhos.

Anticarsia gemmatalis ou lagarta-da-soja: esta lagarta causa danos, principalmente, na cultura da soja. Entretanto, pode atacar feijão, amendoim, alfafa e diversas outras plantas leguminosas. 

Bemisia tabaci ou mosca-branca: o potencial de dano da mosca-branca é incalculável. Esta pequena praga é uma das principais responsáveis pela transmissão de viroses nas lavouras brasileiras. Além de, ter alta frequência de resistência a inseticidas químicos.

Ceratitis capitata ou mosca-das-frutas: são encontradas em quase todo o território brasileiro, exceto em uma pequena região nordestina. Estas moscas ovopositam dentro dos frutos tornando-os impossíveis de comercialização. Esta praga é uma das principais ameaças a exportação de frutas brasileiras.

  • Chrysodeixis includens ou lagarta-falsa-medideira: em alguns lugares do Brasil, esta praga também pode ser conhecida como “lagarta mede palmo”. São lagartas altamente agressivas, causando destruição foliar e redução da produtividade de culturas como soja, algodão, alface, batata, feijão e entre outras. 
  • Diaphorina citri ou psilídeo: este pequeno inseto é o principal transmissor das bactérias que causam a pior doença da citricultura na atualidade, o greening (huanglongbing/HLB).
  • Dichelops melacanthus ou percevejo-barriga-verde e Euchistus heros ou percevejo-marrom: estes dois percevejos são sérias ameaças a uma infinidade culturas de interesse agrícola. Seus danos ocorrem em virtude da redução da produção, devido a sucção de seiva dos ramos, hastes e vagens, provavelmente, devido às toxinas que injetam.
  • Helicoverpa armigera: no Brasil, esta é uma lagarta relativamente nova, a sua ocorrência foi relatada pela primeira vez no ano de 2013. E desde então, provou ser uma praga extremamente agressiva às lavouras brasileiras. Pois aqui elas encontram, monoculturas extensivas o ano todo, o que garante fonte de alimento permanente.

Claro, que não são somente estas as pragas que ocorrem no Brasil. Contudo, as pragas citadas acima têm representado gastos de milhões de dólares para o seu controle.