fbpx

PIB goiano cresce 3,4%, puxado pelo incremento de 18% da agropecuária

Apesar de novo vírus, indústria e agronegócio podem se beneficiar

O Produto Interno Bruto goiano (PIB) tem estimativa de crescimento de 3,4% no primeiro trimestre do ano, em comparação ao mesmo período de 2019. O grande destaque se dá em relação ao setor da agropecuária, cuja estimativa aponta para crescimento de 18,0% no Estado no mesmo período, enquanto no País o setor teve crescimento de 1,9%. As informações são do Informe Técnico nº 06 do Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (IMB).

O excelente desempenho do setor agropecuário está relacionado, sobretudo, ao ganho de produção e produtividade da soja que, embora tenha iniciado o plantio com atraso, decorrente da demora do início das chuvas no Estado, as condições climáticas posteriores e o uso de tecnologia cada vez mais robusta no campo resultaram em incrementos significativos. Pelo fato da soja ter sido um produto de peso no primeiro trimestre de 2020, refletiu nesse incremento do setor agropecuário. Outra importante produção agrícola para os goianos que puxa esse crescimento positivamente é a cana-de-açúcar, que também é uma cultura de grande peso na estrutura econômica do Estado e que tem apresentado ganhos de produção e produtividade.

Conforme analisa o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Carlos de Souza Lima Neto, os dados divulgados pelo IMB ratificam o destaque do setor agropecuário goiano na formação do PIB e no cenário nacional. “Isso mostra que os investimentos que vêm sendo direcionados pelo governador Ronaldo Caiado na área têm trazido excelentes resultados e confirmam a relevância do agro para o Estado e para o cenário nacional. As políticas públicas do Governo de Goiás estão alinhadas aos anseios dos produtores e direcionadas para o crescimento e desenvolvimento regional”, salienta.

Fonte: Emater GO