Mercado do boi gordo começa a semana de forma positiva

rebanho bovino mato grossense volta a crescer e registra 303 milhoes de cabecas giro rural 768x432 - Mercado do boi gordo começa a semana de forma positiva

A semana começa bem no mercado do boi gordo. Nesta segunda-feira (26) ele se manteve firme, apesar de ser um dia típico de baixa movimentação. 

Neste cenário positivo se destacou o Oeste do Maranhão, região em que as programações de abate atendem cerca de três dias.

Neste momento, o boi gordo ficou cotado em R$144,50/@, a prazo, livre de Funrural, uma alta de 1,0% na comparação diária. 

Já na região de Goiânia, a oferta, mesmo restrita, tem se mostrado suficiente para atender a demanda. Naquela região, o boi gordo registrou cotação de R$142,00/@, a prazo, livre de Funrural, representando uma queda de 0,7% na comparação diária, mas, em relação ao começo do mês a cotação subiu 0,7%. 

Apesar do consumo se mostrar lento pela segunda quinzena, a chegada da virada do mês deve fazer com que os frigoríficos procurem manter um patamar mínimo de programações de abate.

Com isso, consegue atender à demanda do varejo ao se abastecer para o período de pagamento de salários. 

Preços dos animais de reposição registra crescimento de 0,3% em uma semana 

O mercado de reposição registra sua quarta semana de alta, mas nesta última semana, o compasso foi mais lento.

Na média de todos os estados e, levando em consideração as categorias aneloradas, os preços registraram uma variação de 0,3%. 

Em São Paulo, há mais disposição em negociar por parte dos vendedores. Isso porque os pastos mais secos estão prejudicando a retenção do gado de reposição. 

Os criadores que não trabalharam uma estratégia de suplementação têm mais risco de que os animais sejam prejudicados em qualidade, podendo influenciar nos preços recebidos.

No Estado de São Paulo, com o final do mês chegando e a necessidade de compra das indústrias aumentando, existe a possibilidade de que a reposição ganhe uma liquidez mais consistente na semana que vem.