Mercado de reposição firme no início de 2019

Apesar de poucos negócios efetivados, o aumento das especulações nos primeiros dias do ano já vai desenhando como será o mercado em janeiro: procura aquecida e vendedores segurando a produção.

Diante deste cenário, desde o começo do mês, na média de todos os estados e categorias pesquisas, os preços dos animais de reposição subiram 0,4%.

Destaque para estados como Rondônia, onde a recuperação antecipada das pastagens, em função do acúmulo de chuvas, tem estimulado a reposição do plantel da fazenda.

Por lá, o aumento da demanda valorizou o preço dos animais de reposição. Para uma comparação, a cotação atual do bezerro desmamado rondoniense esta 3,7% superior à observada em meados de novembro.

Já na Bahia, a oferta restrita tem ditado o preço dos animais de reposição até o momento, mas como nos últimos dias tem chovido pouco na região, compradores não estão cedendo a preços maiores, por isso as negociações no estado estão andando com o freio de mão puxado.

Em outros importantes estados pecuários, como Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e São Paulo, a movimentação do mercado de reposição está menor.

Para os próximos dias, o volume de precipitação e as cotações do boi gordo ditarão o poder de retenção e o poder de compra dos agentes do mercado. Para quem for negociar, atenção a essas variáveis.

Fonte: Scot Consultoria

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *