Exportações de lácteos para o Uruguai registra queda em abril

pecuaria de leite giro rural 768x432 - Exportações de lácteos para o Uruguai registra queda em abril
Pecuária de Leite.

O mês de abril não foi bom para os produtores brasileiros que exportam lácteos para o Uruguai, porque o país diminuiu em volume e faturamento em uma comparação com o mesmo período de 2018. As informações são do Instituto Nacional de la Leche (Inale) do Uruguai, que divulgou os dados sobre as exportações.  

No mês de abril o país vizinho exportou 14.288 toneladas de produtos registrando um faturamento de US$41.430,00, o que representa uma queda de 25%, tanto no volume como no faturamento, em uma comparação com o mesmo período do ano passado.

Os produtos mais exportados em volume no mês de abril foram o leite em pó integral (8.990 toneladas), os queijos (2.052 toneladas), o leite em pó desnatado (833 toneladas) e a manteiga (440 toneladas). A queda nas exportações de lácteos pelo Uruguai tem como um dos fatores principais os menores preços negociados no mercado internacional.

Exportações de soja e milho

O Brasil o Brasil exportou 7,29 milhões de toneladas de milho nos primeiros quatro meses de 2019. A informação é da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), que destacou o aumento de 46% da quantidade exportada em comparação com o mesmo período do ano passado.

Esse volume foi considerado o terceiro maior de toda a série histórica. Está atrás apenas de 2016, quando a quantidade embarcada bateu o recorde de 12,23 milhões de tonelada, e 2013 quando foram exportadas 7,88 milhões de toneladas.

Em relação à exportação de soja, o Brasil registrou um aumento de 16% na comparação anual, exportando esse ano 27,25 milhões de toneladas. Se for considerado o primeiro quadrimestre, esse foi o maior volume de soja grão exportado de toda a série histórica.

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *