fbpx

Exportação total de carne bovina em maio avança 33% frente ao mês anterior

Exportação total de carne bovina em maio avança 33% frente ao mês anterior
Angus - Uma carne de alto padrão no rebanho brasileiro

O volume total de carne bovina in natural exportada em maio foi 155,1 mil toneladas, com um incremento de aproximadamente 33% frente ao mês de abril que embarcou 116 mil toneladas. Segundo a Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Indústria, Comércio e Serviços (SECEX), a média diária ficou em 7,7 mil toneladas e teve um aumento de 37,23% se comparado com o ano anterior, que registrou uma média de 5,65 mil toneladas.

De acordo com o analista de mercado da Consultoria Agrifatto, Yago Travagini, as exportações no mês de maio tiveram o melhor desempenho desde novembro de 2019. “As exportações de carne bovina in natura registraram bons volumes exportados no mês de maio e a receita total também teve um aumento significativo. A demanda chinesa foi fundamental para alcançar esse patamar em maio”, comenta.

Os preços médios ficaram próximos de US$ 4.400,20 por tonelada, na qual teve um aumento de 13,43% se comparado ao mesmo período do ano anterior que registrou um valor médio de US$ 3.879,30 por tonelada.

O valor negociado do produto para o produto foi US$ 682,636 mil no mês de maio,  tendo em vista que o valor comercializado foi no ano passado foi de US$ 482,4 mil. A média diária ficou em US$ 34,131 mil e registrou um avanço de 55,66%, frente ao observado do ano passado que negociou a US$ 21,9 mil.

Em seu relatório, a Agrifatto apontou que os estoques chineses estão abastecidos para o curto prazo e que a economia está se  recuperando lentamente. Por isso, as compras chinesas não devem exceder a demanda dos consumidores locais. “Apesar de não ter dados ainda,nossa estimativa para o próximo mês é que o volume exportado em junho pode ter uma leve queda com as compras chinesas se ajustando a demanda”, conclui Travagini.

Fonte: Notícias Agrícolas.