Aquecimento na demanda eleva preços do milho e da soja

soja 5 768x432 - Aquecimento na demanda eleva preços do milho e da soja

Segundo dados divulgados nesta segunda-feira (27) pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), os produtores de milho e soja tem muitos motivos para comemorar, porque os cereais registraram elevação na última quinzena maio.

Até o começo do mês, as boas projeções para a temporada 2018/19 pressionavam as cotações de milho, mas a partir da segunda quinzena, a retração vendedora aliada à demanda mais aquecida, começaram a dar suporte aos preços, que seguem em ritmo de recuperação, segundo informações do Cepea.

A mesma situação de alta é registrada nos portos, favorecida pelas recentes elevações do dólar frente ao Real, além das negociações comerciais entre Estados Unidos e China e a disponibilidade elevada no País.

No caso da soja, as maiores demandas interna e externa por farelo e por óleo ajudaram a impulsionar as negociações e os preços. Especialmente em relação ao farelo, a procura doméstica é registrada geralmente no setor de proteína animal.

Segundo as pesquisas do Cepea, a alta nos preços esteve ligada também à valorização da matéria-prima e à retração dos sojicultores domésticos nas vendas que envolviam grandes lotes. A preocupação quanto à possível alteração na tabela de frete mínimo vem assustando os traders que mostraram insegurança nas negociações de contrato a termo.

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *