Abril registra perda de sustentação no mercado do boi gordo

Dificuldade de escoamento da carne pressiona boi gordo 768x432 - Abril registra perda de sustentação no mercado do boi gordo

Ao longo de abril, em especial na primeira quinzena, o mercado do boi gordo esteve numa situação confortável, mas perdeu força nos últimos dias do mês. Com os frigoríficos conseguindo alongar as escalas de abate e com o consumo patinando, as cotações registraram queda em nove regiões.

O preço do boi gordo caiu 0,6% em São Paulo ao longo da semana. A desvalorização foi de 1,3% ao longo da semana. No entanto, durante o mês, a cotação do boi gordo ficou estável no estado. Na média das trinta e duas praças pesquisadas, o preço subiu 0,7% (à vista e livre de Funrural), levando em consideração o mesmo período.

Apesar de uma maior disponibilidade que foi observada nos últimos dias, a oferta de boiadas segue limitada. No mercado do boi gordo, este cenário foi observado durante o mês de abril de abril, resultando alta em praticamente dois terços das praças pesquisadas (65,6%), no período em que foi realizada a observação. Isso significa que, caso a oferta siga restrita, as indústrias acabarão tendo que voltar a ofertar preços maiores no curto prazo para conseguir atender a demanda de começo de mês, contando com algum tipo de ajuda como o feriado de primeiro de maio e o Dia das Mães.

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *